sábado, 8 de junho de 2013


. .
Atuação do Biomédico

A Informática em Saúde (em Inglês Medical Informatics) é uma das áreas de atuação do profissional biomédico. De acordo com a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde, foi definida em 1990 por Blois e Shortliffe como "um campo de rápido desenvolvimento científico que lida com armazenamento, recuperação e uso da informação, dados e conhecimento biomédicos para a resolução de problemas e tomada de decisão". Segundo o The New Medicine, “a Saúde é uma das áreas onde há maior necessidade de informação para a tomada de decisões. A Informática Médica é o campo científico que lida com recursos, dispositivos e métodos para otimizar o armazenamento, recuperação e gerenciamento de informações biomédicas. O crescimento da Informática Médica como uma disciplina deve-se, em grande parte: aos avanços nas tecnologias de computação e comunicação, à crescente convicção de que o conhecimento médico e as informações sobre os pacientes são ingerenciáveis por métodos tradicionais baseados em papel, e devido à certeza de que os processos de acesso ao conhecimento e tomada de decisão desempenham papel central na Medicina moderna". 
Esta área é responsável pela pesquisa e desenvolvimento de sistemas computacionais voltados às aplicações em biociências. O mercado de informatização da biociência está cada vez mais crescente, atuando na pesquisa médica e biológica, em atividades de empresas farmacêuticas, de biotecnologia, de equipamentos médicos, em hospitais, laboratórios de diagnóstico, bem como em vários setores de gerenciamento e execução de políticas públicas de saúde.
O biomédico especializado em Informática em Saúde estará apto a analisar, projetar e implementar soluções computacionais aplicadas às ciências da vida. Para isso, o profissional deve ter conhecimento sobre os conceitos e processos das Biociências e das Ciências da Computação para desenvolver sistemas computacionais de análise de dados e de apoio à decisão no âmbito dos sistemas e processos de biociências, o que requer domínio deste profissional em diferentes linguagens e paradigmas de programação. É possível também resolver problemas com sugestões de programas e aperfeiçoar o sistema de saúde, por meio de recursos das tecnologias da informação e comunicação, nos diferentes níveis de atendimento.
“O informata biomédico é um profissional que vem suprir um conjunto de necessidades relevantes, participando ativamente na produção de sistemas informatizados com alto nível de complexidade, aplicados à otimização dos protocolos e processos que caracterizam as peculiaridades dos ambientes de pesquisa, desenvolvimento e aplicação das biociências.”

Campos de atuação

O profissional atua em hospitais, centros médicos, órgãos públicos, centros de pesquisa relacionados às biociências e empresas privadas cujo mercado de atuação seja o desenvolvimento de sistemas de informação em saúde. Sua atuação compreende atividades tais como planejamento, análise, projeto, implementação e manutenção de sistemas computacionais em saúde, de acordo com normas nacionais e internacionais e os padrões da ética profissional. Também atua no gerenciamento de equipes de desenvolvimento de software, relacionando-se e comunicando-se com clareza com membros de equipes multiprofissionais.

O futuro!

1 comentaram

Um comentário :

  1. Sou técnica em informática e comecei a fazer biomedicina esse ano.
    Fiquei muito animada em saber que posso me especializar nisso, mas será que não há o perigo de perder lugar para os bacharelados em "Informática Biomédica"?
    Adoro programação, mas sei que eles aprendem muito sobre isso no curso que fazem, já que é bem mais específico '-'

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...