sexta-feira, 17 de junho de 2016


. .
Entrevista: Cecília e Nathalia, as estudantes de Biomedicina que publicaram na "Nature"

Em meio à falta de apoio já conhecido à pesquisa no Brasil, ficamos muito contentes quando vemos que não só produzimos ciência de qualidade, mas vamos longe. Um grupo da USP publicou no dia 11 de maio (2016) um estudo que consolida a força da ciência brasileira e sobretudo, auxilia na compreensão de como se comporta o Zika Vírus e a sua relação com a microcefalia.
O trabalho foi publicado no site da revista Nature (leia o artigo clicando aqui), uma das revistas mais importantes do meio científico. Nele, há as evidências que faltavam para a comprovação de que o Zika Vírus causa a microcefalia, e que a cepa brasileira (apresentada no artigo como ZIKBR) é mais agressiva do que a africana, isolada pela primeira vez em 1947.
Além de todo esse prestígio e orgulho para a ciência brasileira, é também um grande orgulho para a classe biomédica. Isso porque, duas futuras biomédicas fizeram parte do grupo que foi notícia em todo o mundo.
Orientadas pela neurocientista Profa. Dra. Patrícia Beltrão Braga, chefe do Laboratório de Células-Tronco da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ-USP), Cecília Benazzato e Nathalia Almeida ainda nem se formaram mas já garantiram uma publicação na Nature em seus currículos. E hoje, a conversa aqui é com elas!

Cecília (esquerda) e Nathalia (direita). Estudantes de Biomedicina que tiveram sua primeira publicação na Nature.

0 comentaram
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...