sábado, 31 de dezembro de 2011


. .
RETROSPECTIVA 2011 - UNIP - SWIFT


                 Começamos em 2011 a graduação em Biomedicina, todos animados, logo fomos nos conhecendo e nos achegando tivemos matérias espetaculares:

Química: aprendemos muito com a Silvia a ter amor por essa ciência que faz parte do cotidiano do biomédico, tivemos ótimos momentos com o famoso “LA VAI, FOCO PESSOAL” mais um semestre com ela eu tenho certeza que estávamos enxergando átomos, moléculas e reações.
Físico – química: para muitos foi o terror do primeiro semestre, pra mim não, o que importa eh saber que embora não se goste a físico química, ela está diretamente relacionada a vida de um biomédico. Pois como calcularíamos a molaridade, molalidade, ou ainda entenderíamos a osmolaridade? Enfim obrigado Carmem pelo conhecimento passado.
Biofísica: Foi um pouco confuso de inicio, quis morrer com o resultado da primeira prova, mas levo comigo conhecimentos adquiridos em radiação, audição, visão, unidades de medida e vários outros tópicos apresentados pela Luciana Pietro;
Bioética e Biossegurança: não nem o que comentar, simplesmente tivemos uma divindade nos transmitindo todo o seu conhecimento de forma descontraída e sem duvidas com muito charme, até hoje não consegui entender como beleza e inteligência pode estar juntos em uma pessoa chamada Maristela Cesquini. Discutimos temas, fomos a laboratórios, aprendemos como dar valor a vida humana e ao mesmo tempo investir em pesquisa com segurança aliada ao conhecimento, sem falar nos seminários onde a biomedicina deu um verdadeiro show, muito bom, parabéns a todos!

Homem e Sociedade e IPT: O que falar do Guto, chegou e mostrou a todos como abrir as lentes para o mundo, e perceber tudo a sua volta, fizemos a nossa primeira exposição que foi um sucesso disseminando a biomedicina aliada a cultura; e em IPT pudemos rever e aprender a importâcia que a escrita correta para um biomédico;

2 comentaram

terça-feira, 20 de dezembro de 2011


. .
Feliz Natal !



São votos da Equipe Biomedicina em Ação!
0 comentaram

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011


. .
Fertilização In Vitro

Conheça um pouco mais sobre a Fertilização In Vitro, um dos métodos de reprodução assistida com maiores chances de bons resultados.


 Vídeo extraído do youtube: http://www.youtube.com/watch?NR=1&feature=endscreen&v=2ZIuoBs5-V4
0 comentaram

sábado, 10 de dezembro de 2011


. .
iPad na explicação e tratamento de doenças cardiovasculares



É isso mesmo! Mais uma vez a tecnologia está presente na medicina.
Muitas das pessoas que têm doenças cardiovasculares acreditam que seja algo de fácil resolução por não compreender a linguagem do seu cardiologista.
Pensando nisso, surgiu um novo aplicativo para iPad, com o nome de CardioTeach, que auxiliará na explicação e tratamentos de arritmias e IC, por exemplo.
Muito mais explicativo, ilustrativo e porque não, chamativo, o aplicativo mostra ilustrações anatômicas e gráficos para que o paciente entenda melhor a linguagem médica, e se empenhe no tratamento. 


Além da praticidade, aliada a um toque de modernidade, o app é inteiramente grátis, pelo menos por enquanto. 
Que tal eliminar os velhos cartazes e folhetos de explicações médicas, e partir para algo que os pacientes realmente se interessem?
Bom, por enquanto isso não será possível aqui no Brasil, mas já é mais um sinal de que a tecnologia está cada vez mais aliada à medicina e à educação.

0 comentaram

. .
A incrível arte da Neurociência

Corte sagital do cerebelo do camundongo, com os dendritos das células de Purkinje marcados em vermelho e os axônios da substância branca(neurofilamentos) em verde.

Fotomicrografia de Thomas Deerinck do cerebelo do rato. Esta mostra, em verde, os corpos das células de Purkinje.

Neurônios em cultura primária de hipocampo de rato (ou seja, crescendo em cultura a partir de um pequeno pedaço do hipocampo). Fotomicrografia de Paul Cuddon, Image of Distinction no Nikon Small World, 2005.




As imagens e as legendas foram retiradas do site "O cérebro nosso de cada dia"
Para mais imagens e informações,acesse: http://www.cerebronosso.bio.br/
2 comentaram

. .
Corrida de células!

Não, a autora do blog NÃO está ficando maluca, e nem você entendeu errado o título da postagem. É isso mesmo: UMA CORRIDA DE CÉLULAS NATURAIS E MODIFICADAS!


A notícia é da revista Ciência Hoje, que trouxe os dizeres: Corrida maluca. A inusitada corrida das células com o objetivo de atravessar a placa de Petri e descobrir qual é a célula mais rápida, não ocorreu apenas para a diversão dos pesquisadores do mundo todo, como parece. A competição, que foi filmada simultaneamente nos EUA, Cingapura, França e Inglaterra, teve sim um propósito, como afirma Matthieu Piel, do Instituto Curie (França): “Queríamos criar um evento divertido para a comunidade de pesquisadores que trabalha com migração celular e esperávamos que a corrida nos ajudasse a descobrir algumas da regras universais por trás desse processo de migração, o que de fato aconteceu”.


Bom, e quais foram as vencedoras? O resutado da "World cell race" foi divulgado na "51ª Reunião Anual da Sociedade Americana de Biologia Celular", e deu a vitória às células-tronco embrionárias da Cingapura.


Além de uma notícia totalmente diferente ao meio científico, a pesquisa em forma de corrida de células proporcionou aos pesquisadores concluir que quanto mais rápida a célula migra de uma lado a outro, menos ela muda sua direção, e que as mais lentas não seguem um mesmo sentido constantemente. Observou-se também que as células que alcançaram o segundo lugar foram as células cancerígenas. De acordo com a revista "essa informação pode ser muito útil para entender melhor os mecanismos de propagação da doença", como afirma Piel.

Veja abaixo um trecho da inusitada corrida:


E não para por aí. Os pesquisadores prometem novas corridas, com algumas alterações nas regras! O que nos resta é esperar e conferir.


Fonte: Sofia Moutinho, Ciência Hoje On-lin <http://cienciahoje.uol.com.br/blogues/bussola/2011/12/corrida-maluca>
0 comentaram

. .
Ciência vale a pena

Talvez poucos se lembrem, mas em 2004 foi lançado, pelo Instituto Ciência Hoje (ICH) juntamente com a Rede Globo, o projeto "Ciência vale a pena". Uma série de filmes de 30 a 32 segundos de duração, com incentivo à cultura, foram exibidos em horários diversos da programação da tv a cabo e aberta.
Segundo Roberto Lent, um dos responsáveis pela campanha: “O estereótipo do cientista é quase sempre o mesmo: uma pessoa distante, sempre ocupada com suas idéias, um ser diferente dos outros devido sua genialidade“. 
O mundo gira em torno de mudanças, de conquistas, e nada melhor do que incentivar que isso aconteça constantemente, de forma a proporcionar bem-estar ao ambiente em que vivemos, aos ser humano, e a quem nos rodeia.


Abaixo vocês podem conferir um dos vídeos da campanha: 



"A vida sem ciência é uma espécie de morte."
Sócrates
0 comentaram

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011


. .
Psoríase


Talvez muitos não a conheçam, mas a Psoríse é uma das doenças de pele que ataca cerca de 2% da população, de ambos os sexos, porém com mais frequência em mulheres. É uma doença inflamatória da pele, crônica, multigênica, caracterizada por manchas secas, elevadas, avermelhadas e descamadas sobre a pele, que gerealmente aparecem no couro cabeludo, cotovelos e joelhos, e se espalha pelo corpo.



A doença surge principalmente antes dos 30 anos, e após os 50, e embora seja uma doença visível e que causa certa estranhamento, não é contagiosa e é benígna, ainda que haja bastante preconceito quanto aos portadores da doença. Foi o que aconteceu com a ex-modelo Victoria Sanderson, na época com 17 anos, que sofreu uma reviravolta em sua vida, já que a doença faz com que a pessoa sinta vergonha de se relacionar socialmente e acaba por ser uma "doença solitária". (Ver matéria completa no G1)

De acordo com o local onde se encontra, à sua associação ou seus sintomas. Divide-se então nos demais tipos:

Psoríase Vulgar: as manchas se apresentam de tamanhos variados, delimitadas e avermelhadas, com escamas secas, aderentes, prateadas ou acinzentadas que surgem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos.
Psoríase Ungueal: surgem depressões puntiformes ou manchas amareladas principalmente nas unhas da mãos.
Psoríase Gutata: pequenas lesões localizadas, em forma de gotas, associadas a processos infecciosos. Geralmente, aparecem no tronco, braços e coxas (bem próximas aos ombros e quadril) e ocorrem com maior frequência em crianças e adultos jovens.
Psoríase Artropática: em cerca de 8% dos casos, pode estar associada a comprometimento articular. Surge de repente com dor nas pontas dos dedos das mãos e dos pés ou nas grandes articulações como a do joelho.
Psoríase Palmo-plantar: as lesões aparecem como fissuras nas palmas das mãos e solas dos pés.
Psoríase Invertida: lesões mais úmidas, localizadas em áreas de dobras como couro cabeludo, joelhos e cotovelos.
Psoríase Eritrodérmica: lesões generalizadas em 75% ou mais do corpo.
Psoríase Postulosa: aparecem lesões com pus nos pés e nas mãos (forma localizada) ou espalhadas pelo corpo.
As causas não estão esclarecidas, mas sabe-se que há fatores genéticos, psicológicos, estresse, sendo que a exposição ao frio, medicamentos e bebidas alcóolicas agravam a doença. A Psoríase é mais frequente em pessoas de pele branca, sendo rara em negros, índios e asiáticos.
Embora seja uma doença incurável e desprovida de prevenção, há tratamento. De acordo com o Dr. Dráuzio Varella:
"Casos leves e moderados (cerca de 80%) podem ser controlados com o uso de medicação local, hidratação da pele e exposição ao sol. Para quem não tem tempo para exposições diárias ao sol, são preconizados banhos de ultravioleta A e B em clínicas especializadas e sob rigorosa orientação médica. Esses banhos não são recomendados para crianças. Algumas pomadas à base de alcatrão já provaram sua eficácia no controle da doença, mas têm o inconveniente de sujarem a roupa de vestir e de cama e de terem cheiro forte, parecido com o da creolina. Medicamentos por via oral só são introduzidos nos casos mais graves de psoríase refratária a outros tratamentos."
É preciso que o portador da Psoríase mantenha certos cuidados, como hidratação constante da pele e visita regular ao dermatologista!

O dia 29 de outubro (Dia Mundial da Psoríase) foi criado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia com a finalidade de lutar contra o preconceito aos portadores da doença. 


A Psoríase NÃO É CONTAGIOSA ...
mas infelizmente o preconceito sim.

1 comentaram

sábado, 3 de dezembro de 2011


. .
Homenagem aos Biomédicos

O dia 20 de novembro foi uma data mais que especial para nós, alunos e profissionais das ciências biomédicas!
Trata-se do DIA DO BIOMÉDICO!

Diante deste grande dia, nós, alunos do curso de Biomedicina da Universidade Paulista - Campinas (Swift), pensamos em fazer um evento a altura. Surgiu então o "Simpósio Acadêmico de Biomedicina", que foi realizado no dia 22 de novembro de 2011, com o tema "Perícia Criminal", e envolveu acadêmicos de várias áreas, desde o curso de Direito ao de Biologia.
Ao longo das postagens nós vamos falar mais detalhes da profissão de Perito Criminal, tal como fotos do evento. Neste post, mostraremos o vídeo de abertura do evento, uma homenagem à Biomedicina e aos futuros Biomédicos.

PARABÉNS A TODOS OS BIOMÉDICOS, E AOS QUE VIRÃO!



"O poder da criação é divino,mas o da transformação é nosso"
BIOMÉDICOS, PROFISSIONAIS A SERVIÇO DA SAÚDE!!!
0 comentaram

. .
O grande valor está nas diferenças

"Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra." - Bob Marley


    Raça. Palavra que possui sentido etimológico referente à um mesmo povo, ou ainda, faz menção ao que determina as características distintas dos animais. Portanto, estamos completamente equivocados ao afirmar que a sociedade pode ser dividida por "raças", tais como negros,índios,europeus. Ao fazer esse tipo de afirmação, afirmamos também tamanha alienação quanto ao avanço social, já que entre nós existe uma só raça, a raça humana. O equívoco prossegue atingindo as classes sociais, a opção sexual, a diferença entre idades, e demais vítimas do preconceito.
    Em pleno século XXI, a discriminação e o racismo assombram a sociedade de forma mais branda do que antigamente, mas ainda assim, mostrando que uma conduta moral distante do preconceito é algo a ser trabalhado e repensado.
  O fato de sermos diferentes preconiza uma ideologia imposta para justificar os atos impensados daqueles que se julgam superiores aos demais. Assim, negros, homossexuais, idosos, índios, desempregados e tantos outros grupos da sociedade são vistos com certa divergência e são coibidos de participar, tanto política, social ou economicamente da sociedade totalitária.
  Mas como erradicar esse sentimento de uma sociedade que foi construída a partir da distinção de etnias, credo ou classe social? Quando fixarmos a ideia de igualdade, em todos os sentidos que tangem o contexto social, seremos pessoas civilizadas, respeitosas e de uma única raça, que acima de tudo, aceita e convive com o que há de melhor na sociedade: as diferenças.

Texto: Thassia Mariane Teodoro

Obs: esse blog é sim um blog de Biomedicina, mas a nossa intenção é levar algo bom e construtivo aos nossos leitores, e vamos sempre promover isso aqui no blog. 

LEVE ESSA IDEIA EM FRENTE!
0 comentaram

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011


. .
Luta contra a Aids


A Assembléia Mundial de Saúde, com o apoio da ONU (Organização das Nações Unidas), foi quem instituiu a data de 1º de dezembro como o Dia Mundial de Luta a Aids em 1987, ainda como forma de alerta. No Brasil, um ano depois, o Ministério da Saúde oficializou a data, que passou a ser um símbolo mundial no combate a doença. O vírus HIV foi descoberto na França, em 1979, pelo instituto Pasteur.
O dia escolhido foi estabelecido para lembrarmos da existência do vírus HIV e da doença Aids, como forma de conscientizar a população mundial. Embora os avanços tecnológicos da área da saúde estejam mais otimistas, é bom lembrar, não há cura para quem está acometido com a doença, que ainda faz muitas vítimas e mortes a cada ano.
Apesar da data ser fixa, o tema adotado pelas instituições responsáveis mudam a cada ano, afim de relembrar o combate a doença, despertando nas pessoas a consciência da necessidade da prevenção e aumentando a compreensão; reforçando a tolerância, compaixão e também uma forma de informar que não existe grupo de risco, mas sim ações que geram risco a saúde de todos.
Em 2011, o enfoque aborda os jovens gays de 15 a 24 anos das classes C, D e E. Tudo por conta do crescimento de casos nessa faixa etária e no grupo citado. É válido ressaltar que o preconceito passa longe desse tipo de alvo da campanha, já que nos anos anteriores já foram citados os públicos idosos, adultos, homens, mulheres e profissionais da área de saúde.
Com o slogan “A Aids não tem preconceito. Previna-se“, a campanha abrange também as redes sociais. Em 1998, havia 12 homossexuais para cada dez heterossexuais com Aids nesta faixa etária. Em 2010, a proporção foi de 16 para dez.
A campanha como público alvo tem a medida de alertar e discutir as questões relacionadas a vulnerabilidade do HIV/Aids, já que esse público mais jovem, segundo pesquisas, revelou não estar muito preocupado com a doença, onde acreditam que somente acontece com o outro.
Os alertas durante a vigência da campanha enfocam em mídias como TV, rádio, internet, cartazes, fôlderes e outras mídias. A ação também inclui exames gratuitos e rápidos para detectar o vírus e distribuição de folhetos informativos e preservativos.
0 comentaram
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...