sábado, 2 de março de 2013


. .
Área de atuação: Embriologia e Reprodução

Uma das áreas de atuação do Biomédico segundo o CFBM é embriologia e a reprodução humana, uma área que vem crescendo exponencialmente e atraído muitos profissionais. A Reprodução Humana Assistida é um conjunto de técnicas que visa a viabilização da gestação de mulheres com problemas para engravidar, e o biomédico especialista nesta área pode atuar como como embriologista.  Assim o Blog “Biomedicina em Ação” desvenda a área e mostra os aspectos da carreira e como fazer para ser um embriologista clínico.


O que é embriologia?
Embriologia é a ciência que estuda a formação e o desenvolvimento dos órgãos e sistemas do ser humano.  Todo organismo sofre mudanças progressivas durante sua vida. Essas mudanças são muito mais pronunciadas e rápidas nas fases mais jovens do desenvolvimento, principalmente na fase embrionária. E embora o nascimento seja um momento que marca o término de uma fase e o início de outra, não representa o fim dos processos de desenvolvimento humano. A embriologia se ocupa das transformações sofridas pelo óvulo até o nascimento. Em termos didáticos, engloba o período de gametogênese, fertilização, clivagem, gastrulação e organogênese.
Assim, cabe aos Embriologistas investigar os diversos aspectos da fertilidade, bem como a sua deficiência. Eles executam serviços rotineiros de procedimentos diagnósticos e terapêuticos embriológicas, como a fertilização in vitro (FIV), em hospitais e clínicas, comunicam-se com os pacientes sobre as opções de tratamento específicas sobre soluções de infertilidade, fertilidade e pesquisa com outros médicos, aconselhamento, enfermagem e pessoal administrativo.
Embriologistas clínicos precisam de uma compreensão teórica e prática da biologia reprodutiva humana, embriologia, infertilidade e tecnologia de reprodução assistida . Eles também precisam manter-se atualizado com as normas vigentes e legislação envolvendo esses temas. A embriologia é um campo de rápido desenvolvimento que tem visto um crescimento enorme nos últimos 20 anos. 

Atividades típicas de trabalho

O trabalho de um embriologista clínico pode envolver:

Ø determinar os níveis de fertilidade dos indivíduos;
Ø a coleta de óvulos e espermatozoides (gametas) de pacientes para processamento; (atividade restrita a médicos)
Ø mantendo a viabilidade de gametas e embriões, tecidos durante o processamento;
Ø micromanipulação e teste de adequação de cada gameta;
Ø preparação de gametas e do meio ambiente para a FIV e facilitação de fertilização;
Ø utilizando tecnologias de reprodução assistida (ART) para ajudar com infertilidade;
Ø preservação de gametas e embriões para uso futuro;
Ø cultura de embriões e criopreservação;
Ø monitoramento do desenvolvimento embrionário;
Ø seleção de embriões para transferência para as mulheres beneficiárias, de pesquisa ou outro uso pretendido e a implantação de embriões em órgãos reprodutivos;
Ø monitoramento e manutenção cryobanks;
Ø manter uma compreensão da biologia reprodutiva humana, embriologia, infertilidade e arte;
Ø ter conhecimento e cumprimento de controle de qualidade, questões éticas e regulamentos em torno de gametas e manipulação de embriões;
Ø cuidados e manutenção de equipamentos;
Ø manutenção de registos.

Cabe aos embriologistas – médicos, biólogos, biomédicos – iniciar a cultura dos óvulos e espermatozoides para a fertilização, e entregar o cateter ao médico para a fecundação do embrião. As oportunidades de trabalho incluem, além das clínicas de reprodução humana e bancos de sêmen, as instituições de pesquisa no ramo da biologia, veterinária e genética.

Como seguir a área?
Especialização na área de embriologia e reprodução humana, que pode ser feito na categoria Lato sensu e/ou Stricto Sensu ( Mestrado e Doutorado ).
Assim concluímos mais uma matéria sobre as áreas de atuação da Biomedicina! Gostou, se interessou? Contate-nos, ficaremos felizes em ajuda-los!

Gostaria de saber mais:
Sociedade Brasileira de Tecnologia de Embriões (SBTE): http://www.sbte.org.br/
Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH):

Fontes:
http://www.anatomiaonline.com/anatomia-materiais-de-anatomia-humana/embriologia/introducao.html
14 comentaram

14 comentários :

  1. Como faço para me formar em embriologia?
    Antes devo fazer alguma outra faculdade, tipo, biologia, biomedicina?

    ResponderExcluir
  2. Sim,você deve fazer uma faculdade e se especializar na área. ;)

    ResponderExcluir
  3. o biomédico embriologista pode realizar todos os procedimentos de reprodução humana, ou tem alguns q são de exclusividade médica?

    ResponderExcluir
  4. A coleta de óvulos e espermatozoides (gametas)-atividade restrita a médicos.

    ResponderExcluir
  5. A coleta de óvulos e espermatozoides (gametas)-atividade restrita a médicos.

    ResponderExcluir
  6. Essa área que almejo, considero pouco divulgada e com poucos profissionais pra atender o mercado. No meu estado, por exemplo, não há clínicas especializadas em reprodução assistida. Todavia, é um trabalho lindo. E espero obter oportunidades.

    ResponderExcluir
  7. Quanto o biomédico embriologista que faz todos esses procedimentos pode ganhar?

    ResponderExcluir
  8. Boa Noite!
    Alguém poderia indicar alguma instituição renomada para fazer pós graduação em reprodução humana?

    ResponderExcluir
  9. Alguem que se forma em ciencias biologicas pode se especializar nessa area?
    Whatsapp 99 81198802

    ResponderExcluir
  10. Alguem que se forma em ciencias biologicas pode se especializar nessa area?
    Whatsapp 99 81198802

    ResponderExcluir
  11. Só laboratorial? Não posso atuar num consultório tbm se eu me especializar em ginecologista?

    ResponderExcluir
  12. Gostaria de saber se quem faz a graduação em farmácia pode ingressar nesta área?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...