sábado, 11 de janeiro de 2014


. .
Cientistas americanos criam bactéria para o combate ao aquecimento global

De acordo com uma matéria publicada pela Superinteressante, cientistas da Universidade da Geórgia, nos EUA, utilizaram a biologia molecular para criar uma bactéria capaz de se alimentar de CO2, e assim, seria uma opção contra o aquecimento global. Eles uniram cinco genes de uma bactéria subaquática, com o nome de Metallosphaera sedula à bactéria Pyrococcus furiosus, que vive dentro de vulcões submarinos onde a temperatura chega a 100 graus.
O mecanismo de absorção seria igual aos das plantas, porém pela rápida multiplicação bacteriana, a vantagem seria maior em relação ao tempo que uma árvore demora para crescer, além de que segundo os pesquisadores, a absorção desta bactéria seria muito maior. A ideia era a construção de usinas de absorção de CO2, com cultivo em grande escala desta bactéria. Entretanto, se ela se reproduzir descontroladamente, a absorção poderia ser excessiva, o que esfriaria muito a atmosfera. Mecanismos de bloqueios para isso seriam implantados, como a manutenção de temperatura de 70 graus nas usinas. Mas ainda há outro problema: as bactérias são de fácil reprodução, mas também podem sofrer mutações facilmente, “supere esse bloqueio, e mergulhe a Terra numa nova era glacial. Talvez seja melhor deixar as plantas cuidando do CO2.”.

0 comentaram

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...