domingo, 8 de janeiro de 2017


. .
O que são alimentos seguros? - Por Mayara Montani


Não existe um consenso, o risco deve ser minimizado durante toda a cadeia produtiva, garantindo a qualidade do produto final, reduzindo a ocorrência de doenças transmitidas pelos alimentos.
Um alimento pode ser considerado seguro quando produzido, manipulado, armazenado, embalado e transportado seguindo as boas práticas de fabricação, garantindo o controle de perigos e padrões de qualidade levando em consideração os fatores intrínsecos (características inerentes ao alimento) e extrínsecos (características do ambiente) do alimento. 
Um alimento é considerado seguro quando não causará dano ao consumidor, por estar isento de perigos biológicos, químicos ou físicos.

Os perigos biológicos são microrganismos considerados patógenos potenciais. Por isso, é importante salientar que um alimento seguro, isento de perigos biológicos não é sinônimo de alimento estéril ou isento de microrganismos. Um produto alimentício pode conter certo número de microrganismos e esporos viáveis, porém estes não têm condições de se desenvolver nas condições de estocagem do produto, termo conhecido como "esterilidade comercial".
As boas práticas na produção são importantes para garantir a segurança e qualidade do alimento e das etapas posteriores. O ambiente deve estar livre de perigos (contaminantes e pragas) e procedimentos devem ser estabelecidos, validados e seguidos, garantindo a produção, manipulação, armazenamento e transporte em condições satisfatórias de higiene.
 Alguns pré-requisitos devem ser levados em consideração com a finalidade de controlar os perigos de segurança alimentar e fornecer produtos seguros:
- Instalações (layout).
- Gerenciamento de resíduos.
- Saúde e higiene pessoal .
- Controle de pragas.
- Boas práticas na recepção, fabricação, armazenamento e transporte.
- Controle da qualidade da água e ar.
- Qualificação de fornecedores.
- Limpeza e sanitização de instalações, equipamentos e utensílios.
- Manutenções preventivas e corretivas.

Segundo a Lei nº 11.346, de 15 de setembro de 2006, a alimentação adequada é direito fundamental do ser humano, sendo responsabilidade do poder público adotar as políticas e ações que se façam necessárias para promover e garantir a segurança alimentar e nutricional da população.
Art. 3º:  A segurança alimentar e nutricional consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras da saúde que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis.

Art. 4º -IV: A segurança alimentar e nutricional abrange: A  garantia da qualidade biológica, sanitária, nutricional e tecnológica dos alimentos, bem como seu aproveitamento, estimulando práticas alimentares e estilos de vida saudáveis que respeitem a diversidade étnica e racial e cultural da população.
0 comentaram

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...