Mostrando postagens com marcador CAMPANHAS. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador CAMPANHAS. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 8 de novembro de 2017


. .
Alunos fazem fotos para conscientizar sobre o câncer de mama l Biomédicos em Ação

A Gabriela Fantini é aula do último ano do curso de Biomedicina da Universidade Paulista – UNIP, de Jundiá, no interior de São Paulo. Ela entrou em contato conosco para divulgar as fotos que a turma fez sobre o outubro rosa, como forma de conscientização da prevenção do câncer de mama. E é claro, como a conscientização deve ser todos os dias, não importa se é outubro ou não, eles vieram parar aqui no “Biomédicos em Ação”!











Bacana né?! Quer participar do blog? Faça como a Gabriela, envie também a sua foto! Saiba mais clicando aqui.


0 comentaram

domingo, 27 de abril de 2014


. .
Doe sangue, doe vida!

Em 2012 o Hospital Israelita Albert Einstein criou uma campanha para a doação de sangue muito original, que chamou a atenção de muita gente. Já pensou se conseguir sangue fosse fácil como comprar uma água em uma loja de conveniência? No primeiro mês da campanha, o hospital conseguiu ajudar 4 mil pacientes. Se você já assistiu o vídeo, vale a pena rever.


Este é o vídeo do resultado da campanha:


0 comentaram

domingo, 4 de agosto de 2013


. .
Doação de Medula Óssea

Encontrei esse vídeo através do Canal do youtuber Cauê Moura, que fala sobre a leucemia, e o processo de doação de medula óssea. O vídeo é no mesmo formato de vlog, mas vale a pena conferir e espalhar a ideia para todo mundo. No final do vídeo vocês entenderão o motivo.



Mais informações: 
Hemocentros pelo Brasil
REDOME
0 comentaram

quinta-feira, 20 de junho de 2013


. .
Entenda mais sobre o Ato Médico e cobre uma posição do nosso Conselho

O Ato Médico (PLS 268/2002) já vem sendo assunto há muito tempo, e desde sempre é motivo de polêmica. O projeto foi aprovado pelo Senado na noite de terça-feira (18 de junho), e assim que a notícia foi anunciada, se espalhou rapidamente por meio da internet. Em questão de minutos, reivindicações de todas as classes de profissionais tomaram conta das redes sociais, e os mesmos se uniram para se manifestarem contra o projeto de lei que regulamenta a profissão do médico. Em meio a protestos por todo o Brasil, muitos acabam por se pronunciar contra sem ter lido o projeto, e isso é um grande erro pelo fato de que agir sem pensar, sem apoio, e sem conhecimento do assunto não é relevante. É importante que saibamos o que protestar, como isso irá nos afetar, e acima de tudo, como isso prejudicará a saúde pública de todo o país.
Manifestação em Brasília contra o Ato Médico, no ano passado - 5 mil manifestantes.
Eu particularmente li o projeto pelo menos umas 5 vezes, e realmente ainda tenho dúvidas quanto a ele, embora acredite que o projeto ainda apresenta pontos (claramente e também implicitamente) que passam por cima de outros profissionais. Assim, me reuni com amigos também estudantes de biomedicina e biomédicos já formados, além de profissionais de outras áreas para saber qual foi a visão deles sobre o assunto, e o que poderíamos fazer. Procurei também uma posição dos Conselhos de Biomedicina, e encontrei um texto não muito convincente (postado anteriormente aqui no blog). Digo não muito convincente, pois todos nós estamos preocupados com que poderá acontecer caso a presidente Dilma autorize a sanção da lei. Como conversei com outros envolvidos com a divulgação da biomedicina (e recentemente também foi publicado pelo blog Biomedicina Padrão, pelo Brunno Câmara), devemos, sobretudo entender o projeto. Para isso, o Conselho deverá nos dar uma explicação mais clara do que está sendo dito pelo Ato, e com isso, cabe a nós cobrar esta posição mais ampla. No que se refere à Biomedicina, o que parece ser mais preocupante é o que consta no Art. 4º, das atividades privativas do médico; parágrafo 4º, que fala sobre os procedimentos invasivos:
§ 4º Procedimentos invasivos, para os efeitos desta Lei, são os caracterizados por quaisquer das seguintes situações:
I – invasão da epiderme e derme com o uso de produtos químicos ou abrasivos;
II – invasão da pele atingindo o tecido subcutâneo para injeção, sucção, punção, insuflação, drenagem, instilação ou enxertia, com ou sem o uso de agentes químicos ou físicos;
III – invasão dos orifícios naturais do corpo, atingindo órgãos internos.
O que entende-se por este ponto do projeto é que a Acupuntura e a Biomedicina Estética serão diretamente afetadas. Isto realmente não parece muito justo, visto que os biomédicos lutaram muito para que pudéssemos exercer nossa profissão nestas áreas.
Vale ressaltar que anteriormente, o projeto de lei do Ato Médico previa coisas absurdas, e que nesta revisão atual, já foram descartadas, como o que diz o parágrafo 5°:
§ 5º Excetuam-se do rol de atividades privativas do médico:
I – aplicação de injeções subcutâneas, intradérmicas, intramusculares e intravenosas, de acordo com a prescrição médica; 
II – cateterização nasofaringeana, orotraqueal, esofágica, gástrica, enteral, anal, vesical, e venosa periférica, de acordo com a prescrição médica;
III – aspiração nasofaringeana ou orotraqueal;
IV – punções venosa e arterial periféricas, de acordo com a prescrição médica;
V – realização de curativo com desbridamento até o limite do tecido subcutâneo, sem a necessidade de tratamento cirúrgico;
VI – atendimento à pessoa sob risco de morte iminente;
VII – coleta de material biológico para realização de análises clínico-laboratoriais;
VIII – procedimentos realizados através de orifícios naturais em estruturas anatômicas visando à recuperação físico-funcional e não comprometendo a estrutura celular e tecidual.
Continua no projeto o Art. 5º, referente ao cargo de chefia e diretoria dos servidos médicos que somente serão permitidos aos médicos.
A preocupação, ao meu ver, vai além da Biomedicina e da defesa dos direitos dos outros profissionais. De acordo com uma matéria publicada ontem (19 de junho) na Folha de São Paulo, a sanção do Ato Médico afetaria também a saúde pública, visto que o SUS não tem suporte para manter pelo menos um médico em todas as equipes de saúde (entre outros pontos colocados no PLS), além de que profissionais que já estavam capacitados a realizar determinado procedimento não poderão mais fazê-lo. Abaixo da reportagem há um comentário de um médico, ou que se diz médico, e achei interessante reproduzi-lo:

“Mesmo sendo médico eu acho que esta lei de ato médico está desequilibrada e é muito rigorosa, já que em muitos países mais desenvolvidos que o Brasil a coisa não é assim. Impedir psicólogos de fazer diagnósticos que são capacitados para fazê-lo beira o absurdo. Médicos estudam psiquiatria de maneira profunda só na residência. A lei importante para os médicos seria o piso salarial mínimo para a categoria, que acabaria com a grande variação regional dos salários e fixaria os profissionais.”

Por fim, peço que antes de qualquer comentário ou pânico, todos leiam o projeto para estar cientes de tudo, e cobrem dos Conselhos uma posição mais convincente. Não somos contra os médicos, e é preciso que isto fique bem claro. Somos a favor dos direitos de exercer nossa profissão e do direto que a população tem de receber um atendimento adequado nos meios de saúde. Vamos pressionar os Conselhos Regionais e o Conselho Federal de Biomedicina para que tenhamos uma posição, e saibamos como agir da melhor maneira. A questão que quero levantar aqui é que se estamos sendo atingidos, não devemos devolver atingindo o próximo, mas mostrando o que é o certo e o melhor para todos.


Reportagem citada: Folha de São Paulo (indicação de Luiz Guilherme Hendrischky, do Vida de Biomédico). 
0 comentaram

sexta-feira, 31 de maio de 2013


. .
Dia Mundial Sem Tabaco

Hoje, 31 de maio, é o Dia Mundial Sem Tabaco.  De acordo com a OMS (dados de 2012), 6 milhões de pessoas morrem pelo hábito de fumar. O A.C. Camargo Câncer Center apresentou um vídeo para alertar a população sobre esta mau. Vale a pena conferir!


0 comentaram

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013


. .
05 de fevereiro - Dia da Mamografia


A mamografia é um exame de diagnóstico por imagem, que tem como finalidade a visualização da região interna das mamas. Utiliza-se a radiação para revelar possíveis alterações no tecido mamário. Este exame deve ser realizado por mulheres com idade igual ou superior a 40 anos, e pode detectar nódulos mesmo que ainda não palpáveis e, portanto, faz parte do conjunto de ações que ajudam a detectar precocemente o câncer de mama, reduzindo de 30 a 50% a taxa de mortalidade por este tipo de câncer.
Como dito anteriormente, a idade indicada é de 40 anos, porém se há casos de câncer de mama na família, as mulheres devem realizar o exame a partir dos 35 anos de idade.
0 comentaram

domingo, 22 de janeiro de 2012


. .
“Ninguém é imune ao câncer de mama"

A Associação de Luta contra o Câncer (ALCC) criou uma campanha para chamar a atenção ao auto-exame, que deve ser realizado periodicamente por todas as mulheres. A campanha com os dizeres Ninguém é imune ao câncer de mama" traz super-heroínas realizando o exame, o que demonstra que quando o assunto é câncer, não há distinção, e que deve ser levado muito a sério.


Mulher-Maravilha

Mulher-Gato

Tempestade
Quando o assunto é câncer de mama, não existe mulher ou super-heroína. Todas têm que fazer o auto-exame uma vez por mês. Lute conosco contra esse inimigo e, quando em dúvida, fale com seu médico


Bacana, não? O Biomedicina em Ação apoia essa ideia! O auto-exame é rápido,prático,e o câncer pode ser diagnosticado e tratado o quanto antes.
Mulher,cuide do seu corpo! Lute contra o câncer de mama!


Notíca do site EmpreenderSaude: clique aqui e confira o link da postagem
0 comentaram

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011


. .
Psoríase


Talvez muitos não a conheçam, mas a Psoríse é uma das doenças de pele que ataca cerca de 2% da população, de ambos os sexos, porém com mais frequência em mulheres. É uma doença inflamatória da pele, crônica, multigênica, caracterizada por manchas secas, elevadas, avermelhadas e descamadas sobre a pele, que gerealmente aparecem no couro cabeludo, cotovelos e joelhos, e se espalha pelo corpo.



A doença surge principalmente antes dos 30 anos, e após os 50, e embora seja uma doença visível e que causa certa estranhamento, não é contagiosa e é benígna, ainda que haja bastante preconceito quanto aos portadores da doença. Foi o que aconteceu com a ex-modelo Victoria Sanderson, na época com 17 anos, que sofreu uma reviravolta em sua vida, já que a doença faz com que a pessoa sinta vergonha de se relacionar socialmente e acaba por ser uma "doença solitária". (Ver matéria completa no G1)

De acordo com o local onde se encontra, à sua associação ou seus sintomas. Divide-se então nos demais tipos:

Psoríase Vulgar: as manchas se apresentam de tamanhos variados, delimitadas e avermelhadas, com escamas secas, aderentes, prateadas ou acinzentadas que surgem no couro cabeludo, joelhos e cotovelos.
Psoríase Ungueal: surgem depressões puntiformes ou manchas amareladas principalmente nas unhas da mãos.
Psoríase Gutata: pequenas lesões localizadas, em forma de gotas, associadas a processos infecciosos. Geralmente, aparecem no tronco, braços e coxas (bem próximas aos ombros e quadril) e ocorrem com maior frequência em crianças e adultos jovens.
Psoríase Artropática: em cerca de 8% dos casos, pode estar associada a comprometimento articular. Surge de repente com dor nas pontas dos dedos das mãos e dos pés ou nas grandes articulações como a do joelho.
Psoríase Palmo-plantar: as lesões aparecem como fissuras nas palmas das mãos e solas dos pés.
Psoríase Invertida: lesões mais úmidas, localizadas em áreas de dobras como couro cabeludo, joelhos e cotovelos.
Psoríase Eritrodérmica: lesões generalizadas em 75% ou mais do corpo.
Psoríase Postulosa: aparecem lesões com pus nos pés e nas mãos (forma localizada) ou espalhadas pelo corpo.
As causas não estão esclarecidas, mas sabe-se que há fatores genéticos, psicológicos, estresse, sendo que a exposição ao frio, medicamentos e bebidas alcóolicas agravam a doença. A Psoríase é mais frequente em pessoas de pele branca, sendo rara em negros, índios e asiáticos.
Embora seja uma doença incurável e desprovida de prevenção, há tratamento. De acordo com o Dr. Dráuzio Varella:
"Casos leves e moderados (cerca de 80%) podem ser controlados com o uso de medicação local, hidratação da pele e exposição ao sol. Para quem não tem tempo para exposições diárias ao sol, são preconizados banhos de ultravioleta A e B em clínicas especializadas e sob rigorosa orientação médica. Esses banhos não são recomendados para crianças. Algumas pomadas à base de alcatrão já provaram sua eficácia no controle da doença, mas têm o inconveniente de sujarem a roupa de vestir e de cama e de terem cheiro forte, parecido com o da creolina. Medicamentos por via oral só são introduzidos nos casos mais graves de psoríase refratária a outros tratamentos."
É preciso que o portador da Psoríase mantenha certos cuidados, como hidratação constante da pele e visita regular ao dermatologista!

O dia 29 de outubro (Dia Mundial da Psoríase) foi criado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia com a finalidade de lutar contra o preconceito aos portadores da doença. 


A Psoríase NÃO É CONTAGIOSA ...
mas infelizmente o preconceito sim.

1 comentaram

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011


. .
Luta contra a Aids


A Assembléia Mundial de Saúde, com o apoio da ONU (Organização das Nações Unidas), foi quem instituiu a data de 1º de dezembro como o Dia Mundial de Luta a Aids em 1987, ainda como forma de alerta. No Brasil, um ano depois, o Ministério da Saúde oficializou a data, que passou a ser um símbolo mundial no combate a doença. O vírus HIV foi descoberto na França, em 1979, pelo instituto Pasteur.
O dia escolhido foi estabelecido para lembrarmos da existência do vírus HIV e da doença Aids, como forma de conscientizar a população mundial. Embora os avanços tecnológicos da área da saúde estejam mais otimistas, é bom lembrar, não há cura para quem está acometido com a doença, que ainda faz muitas vítimas e mortes a cada ano.
Apesar da data ser fixa, o tema adotado pelas instituições responsáveis mudam a cada ano, afim de relembrar o combate a doença, despertando nas pessoas a consciência da necessidade da prevenção e aumentando a compreensão; reforçando a tolerância, compaixão e também uma forma de informar que não existe grupo de risco, mas sim ações que geram risco a saúde de todos.
Em 2011, o enfoque aborda os jovens gays de 15 a 24 anos das classes C, D e E. Tudo por conta do crescimento de casos nessa faixa etária e no grupo citado. É válido ressaltar que o preconceito passa longe desse tipo de alvo da campanha, já que nos anos anteriores já foram citados os públicos idosos, adultos, homens, mulheres e profissionais da área de saúde.
Com o slogan “A Aids não tem preconceito. Previna-se“, a campanha abrange também as redes sociais. Em 1998, havia 12 homossexuais para cada dez heterossexuais com Aids nesta faixa etária. Em 2010, a proporção foi de 16 para dez.
A campanha como público alvo tem a medida de alertar e discutir as questões relacionadas a vulnerabilidade do HIV/Aids, já que esse público mais jovem, segundo pesquisas, revelou não estar muito preocupado com a doença, onde acreditam que somente acontece com o outro.
Os alertas durante a vigência da campanha enfocam em mídias como TV, rádio, internet, cartazes, fôlderes e outras mídias. A ação também inclui exames gratuitos e rápidos para detectar o vírus e distribuição de folhetos informativos e preservativos.
0 comentaram

segunda-feira, 24 de outubro de 2011


. .
Aleitamento materno

Neste último final de semana, a UNICAMP promoveu um fórum com apresentação de palestras envolvendo temas relacionados à pediatria, voltado para profissionais da saúde, pais, e curiosos sobre o assunto. A Adriana Emerenciano, acadêmica do 2º semestre de Biomedicina da UNIP - Swift, esteve lá e nos conta como foi o evento.


Amamentação




Nos dias 21 e 22 de outubro participei do 10º Fórum da Academia Brasileira de Pediatria na Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, todas as palestras foram perfeitas, focadas em prevenção de doenças de adultos na infância ,vizando uma melhor qualidade de vida das crianças .
Com a proximidade da semana da saúde me sinto na responsabilidade de passar um pouquinho do que pude aprender com profissionais tão respeitados e competentes.
Um tema muito debatido, que voltou a ser preocupação para nós futuros profissionais de saúde e da sociedade em geral, é a amamentação.
Como sabemos o aleitamento materno no geral beneficia os dois , mãe e filho .
Esse primeiro contato para a criança é indispensável na estruturação cerebral futura pois neste momento de total afeto entre mãe e filho o número de sinapses químicas neste bebê são extremamente fortes e densos, elevando a produção de ocitocina. Eleva também o QI, melhora desenvolvimento neuro-psicomotor infantil e cognitivo, promove melhor padrão cardiorrespiratório durante a alimentação, previne doenças infecciosas,diabetes e etc...
Sem dúvida é o aleitamento materno é maravilhoso
Vamos levar essa mensagem às futuras mamães !!!!
Em breve falerei um pouco mais sobre o Fórum.

Por Adriana Emerenciano
3 comentaram

quarta-feira, 12 de outubro de 2011


. .
Campanha de Doação de Órgãos


 No semestre passado, nós iniciamos aqui no blog e na Universidade, uma campanha de doação de órgão e de sangue para que muitos conhecessem mais a fundo do que se tratava e deixar os tabus de lado. Para relembrar, tivemos a presença do BOS (Banco de Olhos de Sorocaba) que caridosamente proporcionou a "Carteirinha do Doador" para os visitantes da Exposição "Biomedicina também é cultura", realizada pelo 1º semestre de Biomedicina da UNIP. Clique aqui para ver a postagem
Ainda observamos uma certa rejeição das pessoas no que se diz respeito a isso, porém houve um acréscimo muito grande de doadores, já que as famílias estão ficando mais abertas a dialogar sobre esse assunto.
O Ministério da Saúde lançou há algum tempo já, uma campanha sobre a doação de órgão bastante comovente e de ótima qualidade para incentivar que as pessoas façam o simples gesto de avisar suas famílias da vontade de serem doadoras.
A doação de órgãos é segura, no que se diz respeito ao destino dos órgãos, e pode salvar muitas vidas!
Veja como funciona a doação de órgãos no folder da campanha:


O Biomedicina em Ação apoia mais esta causa!
SEJA PARTE IMPORTANTE DA VIDA DE ALGUÉM



0 comentaram

sexta-feira, 3 de junho de 2011


. .
Seja parte importante na vida de alguém!


Religião? Descrença no destino do órgãos? Falta de informação? Dor da perda de um ente querido?
Qual será o motivo da fila de pacientes que necessitam de um transplante ser maior que o número de doadores?
Esse foi um dos temas discutidos na exposição dos alunos de Biomedicina (matutino). O pessoal do BOS (Banco de Olhos de Sorocaba) esteve presente, com uma novidade para fazer crescer a campanha de doação de órgãos: o Cartão do Doador. Nele,estão os dados do doador,tais como os órgãos que ele deseja doar. 
Esse é um grande passo para que cada vez mais vidas sejam salvas.

P.S.: quaisquer dúvidas sobre doação de órgãos estamos à disposição para esclarecê-las.

"Faça pelos outros...
O que você gostaria que fizessem por você."





0 comentaram
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...