Mostrando postagens com marcador BIOLOGIA MOLECULAR. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador BIOLOGIA MOLECULAR. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021


. .
O que são elementos genéticos móveis?

São denominados elementos genéticos móveis os segmentos de DNA que podem movimentar-se dentro dos genomas ou mesmo entre genomas diferentes. Esses elementos podem estar integrados aos cromossomos e ao longo do tempo mudar de localização dentro deles, ou ainda estar fisicamente dissociados e se replicarem de forma independente.

Por vezes, alguns podem ser incluídos na categoria de DNA “sem função”, por não codificarem proteínas e não se manifestarem fenotipicamente nos organismos que os possuem. Já outros, codificam enzimas que servirão para a sua mobilização e que poderão conferir características especiais aos organismos que os possuem. São exemplos os genes que conferem resistência aos antibióticos, codificam toxinas ou são responsáveis por algumas funções celulares, como a construção de telômeros.

São 3 os tipos de elementos genéticos móveis: plasmídeos, fagos e elementos transponíveis/transposons.


(Continue lendo, clique aqui) 

0 comentaram

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021


. .
Curso aplicado de Biologia Molecular – Conceitos e Aplicações

 

Imagens: Sociedade Brasileira de Patologia Clínica. 


A Sociedade Brasileira de Patologia Clínica (SBPC) em conjunto com a Association for Molecular Pathology realizará entre os dias 03 e 31/03/2021 um curso GRATUITO de Biologia Molecular.

O evento patrocinado pela Biomériux está com inscrição aberta no site da SBPC.

Clique aqui para inscrição e maiores informações!

0 comentaram

domingo, 22 de fevereiro de 2015


. .
Regulação da Expressão Gênica em Procariotos

Definição de “Expressão Gênica”: é o processo em que a informação codificada por um determinado gene (sequências de nucleotídeos do DNA), é decodificada em uma proteína. Teoricamente, a regulação em qualquer uma das etapas desse processo pode levar a uma expressão gênica diferencial. Ela ocorre em duas etapas bem distintas: a produção do RNAm (chamado de transcrição) e a síntese da proteína (chamado de tradução).


Com a definição clara do termo “expressão gênica”, podemos falar sobre a dessa expressão nos procariotos! Muitos estudantes sentem grande dificuldade nesse assunto, mas vocês verão que acaba sendo muito interessante quando você o compreende. Vamos aos estudos!
5 comentaram

segunda-feira, 4 de novembro de 2013


. .
Pirosequenciamento - Biologia Molecular

Estive em um evento na Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, promovido pela QIAGEN, uma empresa multinacional voltada à produção de equipamentos e kits para ensaios na Biologia Molecular. Um dos assuntos foi o pirosequenciamento, uma nova técnica que vem chamando a atenção.


O pirosequenciamento é uma nova técnica da Biologia Molecular, na qual a síntese de DNA ocorre através de um complexo de reações que inclui enzimas (ATP sulfurilase e luciferase) e substratos (adenosina 5’ fosfossulfato e luciferina). O grupo pirofosfato, liberado durante a adição de um nucleotídeo, resulta na produção de luz detectável. Portanto, quando um novo nucleotídeo é incorporado em uma cadeia crescente de DNA através da DNA polimerase, pirofosfato é gerado de maneira estequiométrica, resultando na produção de ATP. O ATP produzido leva à conversão enzimática da luciferase com emissão de fótons. À medida que os componentes da reação diminuem, um novo ciclo de reagentes é introduzido e então a incorporação de nucleotídeos específicos é avaliada de maneira sequencial.
A técnica baseia-se no sequenciamento e na síntese de DNA, fornecendo dados em minutos, assim como o mesmo conceito da reação de PCR Real Time, que é a obtenção de resultados rápidos. Os passos do pirossequenciamento seguem abaixo:

Passo 1:
Fazer a extração do DNA a ser sequenciado e amplificado.

Passo 2:
Um primer de sequenciamento é hibridizado para a amplificação de PCR de uma cadeia simples, sendo que o produto desta reação servirá como molde, e incubação com as enzimas DNA polimerase, ATP sulfurilase, luciferase, apirase, e também os seus substratos adenosina 5’ fosfossulfato (APS) e luciferina.

Passo 3:
O primeiro desoxirribonucleotídeo trifosfato (dNTP) é adicionado à reação. A DNA polimerase catalisa a incorporação do dNTP na fita de DNA, se este for complementar à fita molde. Cada evento de incorporação é acompanhado pela liberação de pirofosfato (PPi) numa quantidade equivalente à quantidade de nucleotídeo incorporado.

Passo 4:
ATP sulfurylase converte PPi para ATP na presença de adenosina 5’ fosfossulfato (APS). Esse ATP dirige a conversão mediada pela luciferase, de luciferina para oxiluciferina, que gera luz visível em quantidades proporcionais à quantidade de ATP. A luz produzida é detectada por um chip e vista como um pico na saída de dados de um software. Cada pico (sinal de luz) é proporcional ao número de nucleotídeos incorporados.

Passo 5:
A apirase, uma enzima de degradação de nucleotídeos, continuamente degrada nucleotídeos não incorporados e ATP. Quando a degradação está completa, mais nucleotídeos são adicionados.

Passo 6:
A adição de dNTP é realizada sequencialmente. Deve-se notar que o trifosfato de desoxiadenosina alfa-tio (dATP) é utilizado como um substituto para o natural desoxiadenosina trifosfato (dATP), uma vez que é utilizada eficientemente pela DNA polimerase, mas não é reconhecido pela luciferase. Enquanto o processo continua, a cadeia complementar de DNA é construída e a sequência nucleotídica é determinada a partir dos picos de sinal do rastreio.

Algumas aplicações
·      Estudo de deleções.
·      Quantificação de frequência de mutações.
·      Metilação – sequenciamento das ilhas CpG encontradas em regiões promotoras.

O vídeo abaixo explica como ocorre a síntese a liberação de luz para a formação dos picos em tempo real.


Fontes:
Texto modificado: Ministério da Ciência e Tecnologia.
Texto traduzido: Catálogo do PyroMark Q24 da QIAGEN.
Vídeo: youtube. 
3 comentaram

sexta-feira, 28 de setembro de 2012


. .
Palestras confirmadas!

E aí biomédicos da Unip/Swift?! Animados para mais uma edição do evento que foi um sucesso no ano passado? Resolvemos repetir a dose, mas é claro que com assuntos novos, e uma nova cara. Vem aí o "II Simpósio Acadêmico de Biomedicina - A Pesquisa Científica: Biologia Molecular e Programação Fetal", em comemoração ao Dia do Biomédico.


O evento contará com a participação de dois incríveis palestrantes.
A primeira palestra será ministrada pelo farmacêutico Fernando Mafra, formado pela Universidade de Mogi das Cruzes -UMC, e atual aluno de mestrado na área de bioquímica e biologia celular na Universidade de São Paulo - UNIFESP. Possui um canal no youtube onde posta vídeos sobre vários assuntos relacionados à área, como farmacologia, imunologia, biologia celular e molecular, tema da palestra.
O segundo tempo das palestras contará com a presença da Profa. Dra. Flavia Mesquita, biomédica formada pela UNESP (Botucatu), doutora em fisiopatologia médica pela FCM-UNICAMP e Universidade Monash, na Austrália, e atual pós-doutoranda também pela FCM-UNICAMP. Falará sobre sua pesquisa relacionada à programação fetal, e as repercussões da dieta materna sobre a saúde do feto.

A mesa diretória será composta por:
Proa. Dra. Ana Beatriz Rosseti Santos - coordenadora do curso de Biomedicina do Campus Swift.
Profa. MSc. Claudia Minazaki
Profa. Dra. Maristela Ruberti
Prof. MSc. Marcelo Datti
Gabriella Larissa Pais - membro da comissão organizadora do evento, em representação dos alunos.

ATENÇÃO: apenas alunos do curso de Biomedicina Unip poderão participar do evento. Alunos de outros cursos ou outras unidades da Unip que se interessarem, favor entrar em contato para vermos esta possibilidade, já que haverá um grande volume de alunos de Biomedicina presentes no dia. 
Os certificados serão entregues ao término do evento. A comissão organizadora e a coordenação NÃO SE RESPONSABILIZAM por certificados que não forem pegos no dia do evento.

Para mais informações, procure os membros da comissão organizadora:
1° ano matutino: Adriana Emerenciano, Luciano Sales, Fernanda Diniz e Luciana.
2° ano matutino: Thassia Teodoro, Flavia Navarro, Jonatam Crispim e Thais Bonventi.
3° ano matutino: Gabriella Pais e Mateus Pierini.
3° ano noturno: Marlon Evaristo.


Ou ainda, mande um e-mail para biomedicinaemacao@hotmail.com.br colocando no assunto "SIMPÓSIO".

Vamos novamente comemorar o nosso dia com um evento realizado pelos acadêmicos do curso de Biomedicina da UNIP/Swift, com o apoio da Coordenação e da Atlética Unip-Camp, que sorteará brindes durante o evento!

Então não percam! Dia 12 de novembro, no Anfiteatro da Unip - Bloco C.

0 comentaram
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...