Mostrando postagens com marcador ATUAÇÃO DO BIOMÉDICO. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ATUAÇÃO DO BIOMÉDICO. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 21 de abril de 2021


. .
CFBM lança a ação Biomedicina Solidária

Imagem: CFBM.

O Conselho Federal de Biomedicina lançou nessa semana um projeto muito bacana que tem como objetivo arrecadar donativos para Ongs e instituições filantrópicas, afim de estender a mão a quem mais precisa nesse momento.

O projeto que foi iniciativa do presidente do CFBM, D. Silvio José Cecchi, recebeu o nome de Biomedicina Solidária, e pretende mobilizar toda a categoria biomédica para a arrecadação de donativos em todo o país até o dia 22 de maio. As unidades dos Conselhos Regionais de Biomedicina e suas delegacias serão pontos de apoio à essas doações. As empresas e laboratórios que quiserem aderir à ação poderão ser também pontos de coleta e fazer suas doações; essas empresas receberão um selo “Empresa Solidária”, bem como a divulgação em redes sociais.

A campanha já deu início nas redes sociais! Ah, e marque na sua agenda: para os dias 21 e 22 de maio o CFBM está preparando várias palestras e atrações online para encerrar esse projeto. Fique de olho!

Para maiores informações, clique aqui!

0 comentaram

segunda-feira, 4 de novembro de 2019


. .
Saiba o valor da anuidade do CRBM de 2020

O CFBM publicou no dia 30 de outubro de 2019, a Resolução CFBM nº314/2019 que fixa os valores das anuidades, emolumentos e multas devidas aos Conselhos Regionais de Biomedicina, para 2020. Vocês já podem começar a se preparar, porque entra em vigor a partir de 01 de janeiro de 2020. Confira os valores integrais:

  • Biomédico – R$ 515,00
  • Tecnólogo – R$ 257,00
  • Técnico – R$ 154,00
Os valores se mantiveram iguais ao do ano passado, devido a um processo de organização financeira do CFBM. É importante lembrar que o valor da anuidade pode ser parcelado em até 5 vezes (sem desconto), e pagando até 31/01/2020 em parcela única, há desconto de 10%; ou até 28/02/2020, 5%. Para adimplentes nos últimos 5 anos e com situação regularizada até 27/12/2019, a anuidade poderá ser parcelada em até 12x.
Para maiores informações sobre a anuidade, registro e outros documentos, acesse o site do Conselho da sua região.  

0 comentaram

quinta-feira, 8 de março de 2018


. .
Curso de Introdução à Perícia Criminal e à Biologia Forense - NAC + SORTEIO

Em 2018, teremos mais dessa parceria bacana com o NAC (Núcleo de Aprimoramento Científico). E já vamos começar com o pé direito, falando sobre Perícia Criminal e Biologia Forense!



No dia 25 de março, acontecerá o curso de “Introdução à Perícia Criminal e à Biologia Forense”, ministrado pelo Perito Claudemir Rodrigues Dias Filho, Perito Criminal da Superintendência da Polícia Técnico Científica de São Paulo, professor da Academia de Polícia Civil do Estado de São Paulo, instrutor da Força Nacional de Segurança/SENASP/MJ e autor do livro “Introdução à Biologia Forense”.
O curso será em São Paulo-SP, e nele, os alunos entenderão mais sobre os fundamentos da perícia criminal e as relações entre ciência e justiça, além da aplicação de métodos utilizados das ciências biológicas na resolução criminal.
Serão abordadas também as técnicas de levantamento pericial criminal lastreadas pela biologia e as principais áreas da Biologia Forense: hematologia forense, entomologia forense e genética forense; além de breves intercepções de outras áreas biológicas de interesse pericial como a botânica forense e a palinologia forense.
Haverá também estudos de casos reais e as perspectivas e estudos em andamento no cenário mundial em biologia forense.

Certificado: certificado registrado e impresso com carga horária de 10 horas.
Data e horário: 25/03/2018 das 08hs às 18hs.
Aplicações em: concursos públicos, perito criminal, atualizações gerais sobre assunto, aprimoramento de currículo
Público-Alvo: Estudantes e profissionais da área da saúde e interessados no assunto (não há pré-requisito de cursos ou formação para participar deste curso)
Local: Hotel La Residence Paulista – Alameda Jaú, 1606 – Jardim Paulista, São Paulo – SP, 01420-002

E para ficar ainda melhor, nós vamos sortear uma vaga para esse curso! Acompanhe o Biomedicina em Ação no facebook e saiba como participar!
O sorteio acontecerá às 21:30 hs do dia 20/03/2018.

Mais informações sobre o curso, valores, e contato, acesse: www.nacientifico.com.br

Este é um publieditorial. Todas as informações sobre o curso são de responsabilidade dos seus idealizadores. 
0 comentaram

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018


. .
Como organizar e conservar os alimentos em geladeira? - Por Mayara Montani



O armazenamento correto dos alimentos é fundamental para a saúde. Alguns alimentos necessitam de temperaturas mais frias do que outros, e existe uma variação de temperatura dentro da geladeira, por isso é tão importante ter conhecimento disso, para correto armazenamento dos alimentos.

Cuidados no armazenamento em casa

Após a compra, os alimentos refrigerados e congelados devem ser armazenados na geladeira ou freezer o mais rápido possível e consumidos até a data de validade do produto. A organização dos alimentos é determinante para que os mesmos estejam seguros, conservados e livres de contaminação.
A geladeira não deve ficar muito cheia de alimentos e as prateleiras não devem ser cobertas por panos ou toalhas, pois isso dificulta a circulação do ar frio e consequente manutenção da temperatura.
É importante também abrir a geladeira só quando for necessário e manter a porta aberta pelo menor tempo possível, para evitar oscilações de temperatura.
Nas prateleiras superiores armazene os alimentos preparados, prontos para consumo e que necessitam de maior refrigeração.
Nas prateleiras do meio os produtos pré-preparados e sobras.
E nas prateleiras inferiores, os alimentos crus. Alimentos crus não devem ficar na mesma prateleira dos alimentos cozidos, pois os crus podem contaminar os cozidos – contaminação cruzada.
Na porta armazene garrafas pet, conservas, molhos, bebidas, temperos, geleias – este espaço perde a refrigeração mais rapidamente.
Todos os alimentos devem ser mantidos embalados para evitar ressecamentos, murchamento e contaminação.

0 comentaram

sexta-feira, 10 de novembro de 2017


. .
Entrevista: Mayara Montani Reis - Microbiologia de Alimentos


1. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Mayara, onde você cursou Biomedicina? Quando se formou?

Mayara: Me formei em 2011, no Centro Universitário Lusíada – UNILUS em Santos/SP.

2. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Como começou a paixão pela Biomedicina e o que mais lhe chamou atenção no curso?

Mayara: Meu interesse na biomedicina surgiu com a ideia de atuar em pesquisa, por isso, logo no primeiro ano de faculdade iniciei minha iniciação científica na UNIFESP. Após dois anos de pesquisa na área de hepatologia desisti de continuar, pois a IC estava me conduzindo para a área acadêmica, mas não era isso que eu queria na época. Decidi que eu precisava adquirir experiência, então comecei a procurar, e consegui um estágio em análises clínicas. Depois do estágio eu pude ter certeza que não queria trabalhar em hospitais e que eu precisava sair da minha zona de conforto para obter sucesso, diferencial e etc. Foi assim que surgiu a Micro de Alimentos.

3. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Quais características você acredita serem essenciais para um bom biomédico?

Mayara: O biomédico deve gostar do que faz, se adaptar a rotina, ser capaz de trabalhar com uma equipe pequena ou sozinho. A profissão não é muito valorizada, principalmente financeiramente, por isso, é essencial que o profissional busque diferenciação e ame o que faz.

4. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Você é pós-graduada em Microbiologia de Alimentos e Gestão da Segurança de Alimentos. Como e quando se interessou pela área? Onde fez sua especialização?

Mayara: Eu comecei a me interessar por essa área no último ano de faculdade, nas aulas de Bromatologia. Mas como não é o foco do curso, precisei procurar uma formação complementar e me especializar na área. Fiz minha especialização em São Paulo, na SBM – Sociedade Brasileira de Microbiologia. No final das contas foi a melhor coisa que eu fiz, me capacitei e hoje atuo em um segmento incomum e promissor para o biomédico.

5. BIOMEDICINA EM AÇÃO: A maioria dos biomédicos que se formam, atuam em análises clínicas. O que você acha desse grande leque de oportunidades além do laboratório clínico, e quais dificuldades você encontrou para se inserir nesse mercado?

Mayara: Eu acho que existem muitas possibilidades além da área de análises clínicas, mas é essencial que o profissional escolha a área de atuação considerando vários aspectos, como paixão, identificação, retorno financeiro e crescimento profissional. Também é importante considerar a empresa, pois o desenvolvimento e reconhecimento profissional dependem e variam muito de empresa para empresa. Não encontrei muitas dificuldades para me inserir nesse mercado, acredito que oportunidades surgem para quem acredita e corre atrás.

6. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Quais atribuições o biomédico deve ter para seguir a área de Microbiologia de Alimentos?

Mayara: Para atuar nessa área é necessário procurar um estágio durante a faculdade ou um curso de especialização.

7. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Onde o biomédico habilitado em Microbiologia e Alimentos pode atuar?

Mayara: Esse profissional pode atuar em laboratório de análise, em empresas, fábricas e consultorias na área.

8. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Como está o mercado para o biomédico nesta área e com quais outros profissionais de trabalha?

Mayara: O campo é limitado, como em diversas outras áreas, por isso é essencial ter, além de um bom currículo, experiência (estágios, trainees). Nessa área trabalhamos e concorremos com biólogos, nutricionistas, farmacêuticos, técnicos em alimentos ou nutrição, engenheiros de alimentos, entre outros.

9. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Dizem que a Biomedicina é a profissão do futuro. O que você acha disso? Mudaria alguma coisa para melhorar a nossa área?

Mayara: Acredito que sim, mas a biomedicina precisa ser mais valorizada pelo mercado e melhor explorada pelo próprio profissional. Se nos especializarmos, podemos atuar em diversas frentes e dominar o mundo. Brincadeiras a parte, o Biomédico não é capacitado somente em análises clínicas, ele precisa focar em habilitações que possibilitem ser um diferencial, que sejam inovadora e tragam o retorno esperado.

10. BIOMEDICINA EM AÇÃO: Qual a sua dica para quem está começando na Biomedicina?

Mayara: O Biomédico tem uma ampla área de atuação (https://crbm1.gov.br/habilitacao). Minha dica é buscar uma área diferenciada e investir nela.


PERGUNTA DO LEITOR Felipe Trisotto: O biomédico bromatologista pode atuar no desenvolvimento e análises bromatológicas em nutrição animal?

Mayara: Pode, mas isso pode variar entre as empresas.

Considerações finais:
Gostaria de agradecer a oportunidade de escrever no blog. Minha intenção é compartilhar conhecimento e minha experiência na área de alimentos. Quero também me colocar à disposição para esclarecer dúvidas e questionamentos.
Obrigada!

Mayara Reis
0 comentaram

quinta-feira, 9 de novembro de 2017


. .
Concurso Público l Vaga para Biomédico l APTA CPRTI 02/2017


Estão abertas inscrições para o Concurso Público da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), APTA – SP l Edital 002/2017, vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, para pesquisador científico nível I. Serão 33 vagas para áreas como agronomia, zootecnia, medicina veterinária, e (estamos muito felizes por isso) biomédicos.
As inscrições poderão ser feitas até 7 de dezembro de 2017, das 10h às 16h (exceto sábado, domingos e feriados) em Campinas e em São Paulo. A taxa de inscrição é de R$ 87,73 e o salário é de R$ 4.173,85. O edital (CPRTI 02/2017) pode ser acessado clicando aqui.
O processo será composto por prova dissertativa em duas partes: uma sobre conhecimentos básicos no campo da agricultura, zootecnia e alimentos; e outra sobre conhecimentos específicos, de acordo com a área de especialização do candidato. Além disso, haverá prova de arguição oral e avaliação de títulos.

Para maiores informações, acesse o site: http://www.apta.sp.gov.br
0 comentaram

segunda-feira, 24 de julho de 2017


. .
A biomedicina vista de diferentes ângulos | WebSérie

Quantas vezes alguém já perguntou a você o que faz um biomédico ou se biomédico é quase médico? Que tal se a biomedicina fosse tão difundida quanto outras profissões?
É para o reconhecimento da nossa profissão é que lutamos diariamente! E para ‘dar um up’ na divulgação da biomedicina, o Prof Marcelo Oliveira, do Canal do Biomédico, junto a outros colegas, criou uma WebSérie para tirar todas as dúvidas e para bater um papo sobre ás áreas em que podemos atuar, sobre o cenário da biomedicina em concursos públicos, sobre pesquisa, residência biomédica, e muitos outros assuntos! Isso tudo reunindo grandes nomes da biomedicina que trabalham difundindo conhecimento na internet.
  


Além do Prof. Marcelo, participarão da WebSérie o Fredson Serejo (Prepara Biomédico), o Brunno Câmara (Biomedicina Padrão), Carlos Danilo Cardoso e Marcus Cardoso (Gêmeos da Biomedicina) e Rodrigo Colares (Movimento Biomédicos Unidos do Amazonas).
E é com grande honra que o Biomedicina em Ação estará na live final, falando e divulgando o que a gente mais gosta, não é?


Acesse o Canal do Biomédico e confira os vídeos que serão lançados ao longo das semanas. Curta, compartilhe, mande para os amigos, para a família! Vamos todos juntos em prol da divulgação da Biomedicina!
0 comentaram

terça-feira, 14 de março de 2017


. .
A especialização do futuro: Biotecnologia

É claro que você já ouviu falar de transgênicos, de materiais biodegradáveis, biocombustível, vacinas, e outros produtos ou processos que utilizam a tecnologia e agentes biológicos, certo? Isso é só uma parte de uma das áreas mais promissoras da atualidade, a biotecnologia.



 Segundo a ONU, a biotecnologia é qualquer aplicação tecnológica que utilize sistemas biológicos, organismos vivos ou modificados, para fabricar ou modificar produtor ou processos com finalidade específica. Trata-se de uma área interdisciplinar que está fortemente ligada à pesquisa científica e tecnológica, e nos últimos tempos deu
A Biotecnologia moderna engloba áreas de aplicações biológicas em saúde e biomedicina, na agricultura e na produção de insumos industriais. Dentre as disciplinas que constituem as bases da Biotecnologia destacam-se aquelas das áreas biológicas (principalmente microbiologia e biologia molecular), das áreas químicas (química orgânica, química analítica e bioquímica) e das áreas de engenharia (principalmente engenharia bioquímica ou de bioprocessos).
A biotecnologia tem aplicações até onde menos se imagina! Na indústria farmacêutica, por exemplo, é aplicada no desenvolvimento de novas drogas, farmacoterapias, produção e melhoramento de antibióticos, produção de proteínas recombinantes para fins terapêuticos, vacinas, estabelecimento de terapias gênicas e outras estratégias para o tratamento de doenças animais e vegetais. Para quem trabalha com análises clínicas, os testes de diagnóstico clínicos têm biotecnologia envolvida. Na agricultura, está presente no desenvolvimento de novas variedades de cultivos e organismos transgênicos, como foi citado no início do texto. Além disso, vemos suas aplicações na indústria alimentícia, com a produção e controle de qualidade de produtos alimentícios e bebidas.
Até mesmo o tratamento de esgoto e efluentes industriais, a produção de biocombustível, bioremediação, desenvolvimento de biorreatores, softwares e consumíveis da área, e o desenvolvimento de biomateriais reparativos e bioindutores, produção de órgãos e tecidos biológicos ex-vivo que ajudam na constante evolução da medicina.
Um dado interessante: estima-se que em 2030, a área de Biotecnologia contribua para 80% dos novos medicamentos, 35% da produção química e 50% da produção do setor primário. E no Brasil, é uma das principais linhas de ação de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em áreas consideradas estratégicas pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

ONDE ESTUDAR?

Atualmente, já existem cursos de graduação na área, e cursos de pós-graduação lato sensu (especialização). A Faculdade de Jaguariúna (FAJ) oferece o curso de pós-graduação, buscando formar alunos capacitados para o mercado de trabalho. O curso é reconhecido pelo MEC através do credenciamento FAJ-MEC: Portaria MEC n° 586 de 03/05/2000 publicada no DOU de 05/05/2000, e tem duração de 27 meses. As aulas terão periodicidade quinzenal, e serão ministradas na Faculdade de Jaguariúna – Campus II.

Carga horária: 472 horas.
Período: início previsto para final de março, de acordo com o fechamento de turma.
Investimento: valor da matrícula com 10% desconto para leitores do Biomedicina em Ação. Valores de mensalidades – 27 parcelas de R$520,00.



Ficou interessado? Então corra e faça a sua pré-inscrição para obter o desconto! Garanta seu espaço em uma das áreas mais promissoras da atualidade! 


https://docs.google.com/forms/d/1AlrIK7J9gLgL7cGIRCTf5wxwqmT4YKeL51UM0iF-CZk/viewform?edit_requested=true


Fontes: Unifesp
0 comentaram

sábado, 17 de dezembro de 2016


. .
Saiba o valor da anuidade do CRBM de 2017


De acordo com a Resolução CFBM nº269/2016, haverá reajustes na anuidade de 2017, e vocês já podem começar a se preparar, já que entra em vigor a partir de 01 de janeiro de 2017. Confira os valores integrais:

  • Biomédico – R$ 490,00
  • Tecnólogo – R$ 245,00
  • Técnico – R$ 147,00


Lembrando que esse valor pode ser parcelado em até 5 vezes, e pagando até 31/01/2017 em parcela única, há desconto de 10%; ou até 27/02/2017, 5%, mas é sempre bom já ficar preparado para o início do ano.
Outra informação importante é que quem acabou de colar grau, terá 50% de desconto do valor da primeira anuidade.
Para maiores informações sobre a anuidade, registro e outros documentos, acesse o site do Conselho da sua região.  
0 comentaram

domingo, 20 de novembro de 2016


. .
Sempre há tempo para seguir um sonho! - especial 20 de novembro

Chegamos a mais um 20 de novembro. Dia muito especial a nós, profissionais que lutam constantemente pela saúde, pela ciência, mesmo que nos bastidores. A cada dia uma nova descoberta nos alegra, saber que podemos melhor a vida de alguém, dar melhores condições através de um diagnóstico, fazer parte da equipe que salvou a vida de uma pessoa.
Hoje, o blog Biomedicina em Ação resolveu homenagear estes profissionais contanto uma história de muita coragem. Falo de uma futura biomédica, que resolveu mudar todo o rumo da sua vida pelo amor à ciência da vida, por amor à Biomedicina. Vale a pena a leitura: 



“Minha história com cursos na área de saúde começou há algum tempo, há quase 6 anos. Em 2010, no meio do ensino médio passei para o curso de farmácia na UnB, uma das maiores alegrias que tive. Meu sonho era aquela universidade. No entanto por problemas da vida precisei sair da faculdade... Que choque! Em 2011 para alegria da minha família iniciei no Direito, um ótimo curso (para minha família) e para mim só um curso.
Sempre fui dedicada, terminei a graduação em Direito aprovada no exame de ordem, apresentei o TCC e tirei 10. Iniciei 2016 achando que como já tinha chegado até ali conseguiria tranquilamente seguir na carreira profissional, passar num concurso público, doce engano. Entre janeiro de 2016 e novembro desse mesmo ano tive certeza que não era "aquilo" que eu queria, meu Deus e agora?
Decidi que era hora de assumir minhas vontades, comecei a pesquisar de novo sobre meu curso de farmácia e aí conheci a BIOMED, comecei a pesquisar, vi vídeos no YouTube, me senti uma adolescente saindo do ensino médio rs, tive a certeza da vida, da minha vida. Me apaixonei pela biomed, meu nível de ansiedade para o início das aulas está lá em cima e o melhor.
Estou muuuuuito feliz e olha que ainda nem começou. Ah, e parabéns a todos os biomédicos!


Que todos nós tenhamos esta mesma coragem, para tudo em nossas vidas. E que todos nós vejamos a nossa profissão com a mesma empolgação de quando iniciamos, porque é como sempre digo: “o poder da criação é divino, mas o da transformação é nosso”. Parabéns, biomédicos!
0 comentaram

sábado, 19 de novembro de 2016


. .
CRBM homenageia biomédicos com vídeo em stop motion

Para homenagear os biomédicos, já que o nosso dia está chegando, o CRBM 1ª Região em parceria com o canal Bricking Science, criou um vídeo em stop motion. Uma linda e super bacana homenagem a todos nós! Confiram:



PARABÉNS A TODOS OS BIOMÉDICOS!!!
0 comentaram

sexta-feira, 11 de novembro de 2016


. .
Como os farmacêuticos enxergam os biomédicos?

A multidisciplinaridade é muito interessante. Poder unir diferentes tipos de conhecimento, diferentes visões do mesmo problema, e juntos chegar a um senso comum e a um resultado melhor. É assim que deveria ser, principalmente na área da saúde, e é isso que buscamos constantemente. Poder contribuir com conhecimento e trocar experiências para ajudar a um paciente, é incrível!
Infelizmente, nem sempre as coisas são assim. Há sempre uma concorrência desnecessária e nada saudável entre profissionais, e hoje, viemos tentar descontruir a briga entre farmacêuticos e biomédicos!
Por isso, o Biomedicina em Ação recebe hoje uma farmacêutica, a Thamires Santos, para contar a nós o lado de lá: como os farmacêuticos enxergam o biomédico?


------------------------------------------------------------------------------------------------
Por Thamires Santos, farmacêutica.

Na convivência por quatro anos com os alunos de biomedicina estudando algumas matérias clinicas junto, pude observar a ‘’briga’’ das duas classes de forma oculta porém, existente.
Em sala de aula a convivência com os alunos era bem distante, cada um para o seu lado, a distância e destaque dos alunos nas matérias clínicas criou-se uma barreira (pelos alunos de farmácia) e a tal ‘’briga’’, antes mesmo da formação dos profissionais.
 Partindo para o ponto de vista profissional os farmacêuticos tem uma visão de superioridade em relação aos biomédicos, um desses motivos está diretamente relacionada com as áreas de atuação do profissional farmacêutico que é bem ampliada e um segundo seria por poderem atuar em uma mesma função.  
Trazendo para a minha realidade hoje, vejo que essa atitude entre as profissões não faz o maior sentido. Claro que vivemos em um mundo de competitividade onde o melhor é o que vence, porém não é criando inimizades nem desfazendo das pessoas que conseguiremos obter êxito na vida tanto profissional como pessoal.
A lição que tiramos disso é que se essa ‘’briga’’ não existisse uma classe teria ajudado a outra nas suas dificuldades, as duas estariam em destaque e hoje formados estaríamos nos relacionado melhor profissionalmente e adquirindo experiências, afinal ninguém faz nada sozinho.
O orgulho muitas vezes nos leva a erros drásticos. Eliminar isso da vida é uma dadiva. A área da saúde necessita de união e amor para assim desenvolver um trabalho digno.
Observe e faça sempre a melhor escolha.
Pense nisso!

(*) As informações contidas no texto são opinião da autora. 
0 comentaram

terça-feira, 8 de novembro de 2016


. .
Inclusão do biomédico nos programas de atenção à saúde - VOTE!




Nos últimos dias, têm se falado muito sobre a inclusão do biomédico nos programas de Atenção à Saúde (ESF/NASF) e nas práticas integrativas e complementares. Trata-se de uma proposta legislativa do biomédico Jeferson M. Gomes que todos podem ter acesso no site do Senado Federal.
A proposta é para que o biomédico seja parte da equipe de Atenção à Saúde, visto que nossa ampla área de atuação pode ser muito importante na melhoria da saúde pública do Brasil. O texto ainda explica que “uma das principais funções do biomédico a saúde pública é a prevenção das doenças, pois realiza exames preventivos nas campanhas de saúde evitando que doenças se instalem na comunidade. Assim, a contribuição funcional do biomédico inclui a prevenção e promoção da saúde por meio de educação sanitária, coleta e armazenamento de material biológico para análise laboratorial e pesquisa de possíveis agentes etiológicos de maior incidência a comunidade em que está inserido a Estratégia de Saúde da Família (ESF).”
Apoie esta ideia! Clique aqui, leia na íntegra a proposta e assine! É muito simples, rápido e qualquer pessoa pode votar.


Compartilhe para que todos saibam a importância dessa proposta para a saúde pública. 
0 comentaram

quarta-feira, 14 de setembro de 2016


. .
Desculpe o transtorno, preciso falar da Biomedicina


Conheci ela no fim de uma das melhores fases da minha vida. Essa frase pode parecer romântica se você imaginar que tudo foi perfeito e que não tinha dúvidas do que faria dali pra frente. Mas a melhor fase em questão era o terceiro ano do ensino médio, e a dúvida era qual carreira seguir. Eu tinha que prestar um vestibular, e só sabia que tinha o dom de ser cientista. Só isso. E a Biomedicina apareceu. Lá estava ela.
Enquanto todos ao redor seguiam para medicina, engenharia, ou algum outro curso mais conhecido, eu corri ao encontro do meu sonho. Ninguém entendia o que era essa tal da Biomedicina, mas ela já tinha me encantado. Foi paixão à primeira vista. Para ambas as partes.
Durante a faculdade foram noites sem dormir, mas eu já tinha certeza de que era isso que eu queria seguir. Passei algumas madrugadas acompanhada de Guyton, Lehninger, e outros tantos autores. Dos livros, migrei para os laboratórios, e lá conheci todo um universo maravilhoso.
Começamos a nos aproximar ainda mais. A Biomedicina e eu. Com ela pude conhecer um mundo novo, microscópico, colorido (e às vezes nem tanto). Com ela li e escrevi artigos, estudei o sistema complemento, o ciclo de Krebs, os fatores de coagulação, quis descobrir a cura de muitas doenças. Sei que um dia ainda consigo, com a ajuda dela. Fizemos amigos novos e com eles vamos fazer com que mais gente conheça a importância da nossa profissão. Sofremos com o pouco reconhecimento, com o ato médico, com a reprovação por parte de outras profissões. Nos alegramos quando colegas se destacam. Com a Biomedicina viajarei o mundo em busca de conhecimento e voltarei para que mais pessoas possam ter acesso a tudo isso. Das dez técnicas que mais gosto, sete foi ela que me mostrou. As outras três foi ela que criou. Aprendi o que era hematopoese e também o que era cianose, forame magno (e outros forames do corpo), espécies reativas de oxigênio, esferócitos, acantócitos, esquisóticos, CK, CKMB, bomba Na/K, cilindro hialino, e mais um monte de bactérias (Streptococcus, Staphylococcus, e vários bacilos gram negativos), sem falar de todos os parasitas e outras palavras que o Word tá sublinhando de vermelho porque o Word não teve a sorte de ser ter se formado Biomédico.
Um dia eu me formei. E não foi fácil. Chorei mais que no final do primeiro esfregaço bem feito ou uma PCR que não dá certo. Mas chorei de alegria. Até hoje, não tem um lugar que eu vá em que alguém não diga, em algum momento: o que é Biomedicina? Às vezes dá vontade de pedir para procurar no Google, mas sorrio e digo que somos cientistas e transformadores. Parece que, para sempre, ela vai fazer parte de mim.  
Essa semana, pela milésima vez, vi o meu CRBM – não por acaso estava sobre minha mesa de estudos. Achei que fosse chorar de alegria, como no dia da minha colação de grau. E o que me deu foi orgulho de ter me tornado quem eu sou e por estar vivendo tudo isso. Vou sempre buscar maior conhecimento e exercer a minha profissão com ética e competência.  Lembro-me sempre que poder da criação é divino, mas o da transformação é nosso e descobri que na verdade, a melhor fase da minha vida é agora. Não falta nada.

- Thassia Mariane Teodoro
(Adaptado do texto de Gregório Duvivier)


0 comentaram

quinta-feira, 11 de agosto de 2016


. .
A biomedicina e os alimentos - por Mayara Montani


A biomedicina oferece inúmeras opções de atuação, dentre elas, a área de alimentos que permite ao profissional biomédico trabalhar em indústrias, laboratórios, centros de pesquisa e consultorias.
O segmento alimentício é, sem dúvidas, uma área interessante e desafiadora para o biomédico. Existem diversas especializações que permitem a esse profissional tornar-se habilitado a atuar nesse mercado.
A especialização em Bromatologia, ou Ciências dos alimentos, capacita o profissional a realizar análises da composição física, química e toxicológica dos alimentos, dos nutrientes e contaminantes presentes e sua atividade no organismo.
A especialização em Gestão da Qualidade dos alimentos habilita o biomédico a desenvolver a gestão como um todo, em toda a cadeia produtiva, garantindo a qualidade dos alimentos produzidos. São abordados temas de Gestão e Segurança Alimentar, Boas Práticas, Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle (APPCC) e Legislações pertinentes.
E por fim, mas não menos importante, a especialização em Microbiologia de Alimentos possibilita ao biomédico aplicar a microbiologia básica da graduação na área de alimentos, realizando análises que visam garantir a segurança e inocuidade dos alimentos e do processo produtivo.

MERCADO DE TRABALHO

A média salarial varia muito, depende da atividade realizada, do local de trabalho e do cargo pretendido.
Um conselho muito importante é buscar experiência prévia, independente da área desejada, a experiência obtida em estágios, trabalhos realizados e outras atividades contam muito para ingressar no mercado de trabalho.

ONDE ESTUDAR


SBM (SOCIEDADE BRASILEIRA DE MICROBIOLOGIA), EXTECAMP (ESCOLA DE EXTENSÃO DA UNICAMP), ITAL (INSTITUTO DE TECNOLOGIA DE ALIMENTOS), entre outras.
0 comentaram

quinta-feira, 21 de julho de 2016


. .
A Biomedicina e o Diagnóstico por Imagem

Muito se fala sobre a atuação do biomédico na Imaginologia, sobretudo por ser uma das áreas de maior ascensão nos últimos anos. Além disso, várias questões são levantadas a respeito da lei que regulamenta tal atuação, como está o mercado de trabalho para profissionais biomédicos, e onde se especializar. A postagem de hoje segue a nossa série de postagens que trata sobre as áreas de atuação do biomédico. Hoje é dia de falar sobre a Imaginologia.



Imaginologia (imagiologia ou imagenologia; você pode ler um artigo interessante sobre a etimologia da palavra clicando aqui), é um conjunto de métodos que usa a imagem como meio de diagnóstico e prevenção, afim de estudar os órgãos e sistemas do corpo humano. Para tanto, utiliza a radiologia convencional (raios X, radiografia simples ou contrastada), mamografia, ecografia ou ultrassonografia, densitometria óssea, tomografia, ressonância magnética, angiografia e arteriografia, e medicina nuclear.
Esta área se destaca pela importância na clínica médica, por ser composta de métodos não-invasivos que muitas vezes utilizam equipamentos de alta definição de imagem, como o PET/CT na medicina nuclear, por exemplo.
O início de toda a Imaginologia foi com a radiografia, após a descoberta dos raios-X em 1895 por Wilhelm Röntgen, um professor alemão de física. Naquela época, os raios-X tiveram sua utilização muito precoce, antes mesmo de serem descobertos os perigos das radiações ionizantes. Outras técnicas só foram possíveis nos anos que se seguiram. A medicina nuclear teve início nos anos 50, a ultrassonografia nos anos 60, a tomografia computadorizada nos anos 70 (prêmio Nobel para os cientistas Hounsfield e Cormack) e a ressonância magnética em 1971, posteriormente aprimorada por diversos cientistas.

E QUAL A LEI QUE REGULAMENTA O EXERCÍCIO DO BIOMÉDICO NA IMAGINOLOGIA?

A Resolução Nº. 234, de 05 de dezembro de 2013 dispõe sobre as atribuições do biomédico habilitado em imaginologia. Nela, consta as atribuições do biomédico legalmente habilitado na área. O biomédico pode atuar na Tomografia computadorizada, Ressonância Magnética, Ultrassonografia, Radiologia, Densitometria Óssea, Medicina Nuclear (PET/CT e PET/RM), e Radioterapia.

COMO É O MERCADO DE TRABALHO?

É muito visível a busca por profissionais especializados nessa área, e a preferência atualmente é por biomédicos. Quanto à média salarial, é difícil definir uma base salarial devido às subespecialidades da área. Entretanto, como a procura por esses profissionais é recorrente, os salários tendem a ser mais diferenciados das demais áreas da Biomedicina, e além disso, a jornada de trabalho é reduzida.

COMO CONSEGUIR ESTA HABILITAÇÃO?

Além do estágio curricular e prova de título, a forma mais habitual de habilitação em imaginologia é por pós-graduação.

ONDE ESTUDAR?

Como já dito, uma das formas de atuar no diagnóstico por imagem é se especializando através de uma pós-graduação. E os mineiros já podem ficar bem contentes! A UNIUBE – Universidade de Uberaba, em parceria com o MPHU - Mário Palmério Hospital Universitário, a Clínica Radiológica de Uberaba - CRU / Uberaba - MG, MedPhoton Diagnósticos e Terapias / Uberlândia - MG e ACCBC - Associação de Combate ao Câncer do Brasil Central - Hospital Dr. Hélio Angotti oferece o curso de ESPECIALIZAÇÃO: TECNOLOGIA EM DIAGNÓSTICO POR IMAGEM.

Folder do curso. Acesse o site da Uniube para maiores informações. 

Ao final do curso de Especialização em Diagnóstico por Imagem, os alunos estarão preparados para trabalhar com as tecnologias envolvidas em tomografia computadorizada, ressonância magnética e medicina nuclear, assim como criarão uma visão que vai além dos procedimentos técnicos, como gestão, controle de qualidade e desenvolvimento de pesquisa nas áreas de diagnóstico por imagem.
O curso é presencial, na cidade de Uberaba (MG) e tem como público alvo principalmente os biomédicos, mas também serão muito bem-vindos os enfermeiros e demais profissionais que se interessarem pelas ciências radiológicas.

Carga horária: 580 horas.
Período: início previsto para o dia 9 de setembro de 2016 e término em janeiro de 2018.
Investimento: valor da matrícula com 30% desconto até 30/07/2016 - R$406,00. Valores de mensalidades - 15 parcelas de R$ 545,20.
E não só os mineiros ficarão felizes! Isso porque os encontros serão quinzenais! Acontecerão às sextas-feiras, das 18h00 às 22h00 e, aos sábados, das
08h00 às 12h00 e das 13h00 às 17h00.

Mais informações sobre o curso, valores, descontos, grade curricular, e contato, acesse: www.uniube.br.

Parceiros:

CRU - Clínica Radiológica de Uberaba: http://www.cru.com.br/

ACCBC - Hospital Hélio Angotti: http://www.helioangotti.com.br/



Fontes:
Bacelar, S. Imagenologia, imaginologia, imagiologia, exame por imagem. 2010. Disponível em: <http://www.imagenologia.com.br/pdf/imaginologia-ou-imagiologia-ou-imagenologia.pdf>.


Esta postagem é patrocinada. 
Todas as informações sobre o curso são de responsabilidade dos seus idealizadores. 
1 comentaram
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...